Saiba mais sobre a casta tinta Carignan / Cariñena / Mazuelo

A Carignan possui uma longa lista de pseudônimos, porém as três que selecionamos no título desta postagem são as que consideramos as principais. Carignan é o nome francês pela qual ela é mais conhecida, em especial por seus vinhos produzidos no Languedoc-Roussillon. Cariñena é, supostamente, o seu nome real, sendo a casta provavelmente originária de Aragón, no nordeste da Espanha. Porém, para não haver confusões com a D.O. (Denominação de Origem) de mesmo nome, que também cultiva outras uvas, atualmente o nome oficial da uva na Espanha é Mazuelo. Para complicar um pouco mais a vida dos estudiosos de vinhos, na D.O. Cariñena a uva também é chamada de Samsó. Acontece que Samsó é sinônimo para Cinsaut, casta totalmente diferente, gerando assim uma nova confusão!

Principais pseudônimos: Bovale di Spagna, Bovale Grande, Carignano (Sardegna), Bovale Mannu, Carignan Noir, Carignane (Languedoc-Roussillon), Cariñano, Cariñena, Crujillón (Aragón), Manzuela, Mazuelo, Mollard (Rioja) e Samsó (Catalunya).

Exemplo de Carignan da Sardegna, onde a uva se chama Carignano e existe a DOC “Carignano del Sulcis” dedicada a casta.

A Carignan é uma casta de maturação tardia, pele espessa e profunda cor escura. Ela necessita de uma boa dose de sol para amadurecer, e por isso se adaptou bem em regiões de clima mediterrâneo. Seus vinhos costumam apresentar boa acidez e taninos elevados, podendo ter toques de especiarias mesmo antes de passar pela madeira. Costumam ser frutados e rústicos, com potencial de envelhecimento.

Principais descritores aromáticos: Cranberry seca, framboesa, morango, cassis, amora silvestre, ameixa preta, alcaçuz, especiarias e carne curada.

Um raro caso de Rioja 100% Mazuelo. O comum é que nesta D.O. a uva seja utilizada em cortes com Tempranillo e outras castas.

Principais regiões produtoras:

  • Languedoc-Roussillon (França)
  • Sardegna (Itália)
  • Rioja, Aragón, Cariñena, Castilla-La Mancha, Navarra e Priorato (Espanha)
  • California e Washington (EUA)
  • Vale do Maule (Chile)

Outros países onde a Carignan pode ser encontrada: Croácia, Chipre, Turquia, Malta, Tunísia, Marrocos, Israel, México, Uruguai, Argentina, Austrália, África do Sul e Argélia.

Nos EUA é utilizado a grafia “Carignane”, inspirada no Languedoc-Roussillon.
Bibliografia:
– O Guia Essencial do Vinho Wine Folly – Madeline Puckette e Justin Hammack – Ed. Intrínseca
– Wine Grapes – Jancis Robinson, Julia Harding & José Vouillamoz – Ed. Ecco Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *