Saiba mais sobre a uva Garnacha / Grenache / Cannonau

A dúvida surgiu numa confraria: afinal de contas, qual a origem da Garnacha / Grenache? Espanhola, francesa ou italiana? De bate-pronto alguns disseram, erroneamente, ser a França o berço da casta. Já uma pesquisa rápida em livros apontou para a Espanha, mais precisamente Aragón, no norte do país. No entanto, estudos recentes afirmam que a Cannonau, considerada um clone da Garnacha trazida à Sardenha pelos espanhóis é, na realidade, uma casta autóctone da ilha italiana que remonta a 2.000 anos A.C.! E agora? Infelizmente não há uma resposta definitiva.
.
A Garnacha é uma das uvas mais cultivadas do mundo, sendo possível encontrá-la em diversos locais. As regiões produtoras mais famosas são: Côtes du Rhône e Châteauneuf-du-Pape (França), Languedoc-Roussillon (França), Calatayud e Priorat (Espanha), Madrid (Espanha), Sardenha (Itália), Paso Robles – Califórnia (EUA), Columbia Valley – Washington (EUA) e Sul da Austrália.
.
Seu leque de aromas é abrangente: morango, framboesa, cereja, toranja-vermelha, casca de laranja, figo, ameixa, pimenta-do-reino, couro e alcaçuz. Podendo se adaptar tanto a climas frios como quentes, as diferenças são bem perceptíveis. Na Espanha, Austrália e EUA os vinhos a base de Garnacha costumam apresentar maior teor alcoólico e aromas de framboesa e cravo. Já na França e Itália os vinhos geralmente são mais leves, com predomínio de morango seco, ervas e tabaco.
.
Por ser uma uva com pouco tanino e pouca cor, geralmente é misturada com uvas mais estruturadas, como costuma acontecer em dois de seus vinhos mais famosos: o Priorat e o Châteauneuf-du-Pape, onde podem dividir espaço com a Syrah, Mourvèdre, Cinsault e Carignan, entre outras. Mas não se enganem: a Garnacha costuma ser a uva prioritária, geralmente ocupando 60% ou mais do corte final.
.
A Garnacha também é a estrela de dois dos melhores rosés do mundo: o Tavel do Rhône (França) e o Navarra (Espanha).
Outra prova da versatilidade da casta é sua presença em três vinhos doces da França: Rasteau (Rhône), Maury e Banyuls (Languedoc-Roussillon). Sobre estes vinhos já falamos um pouco aqui no Cervejas e Vinhos, no artigo ”Introdução aos vinhos doces da França, além do Sauternes”.
.
Bibliografia:
– Conheça Vinhos – Dirceu Vianna Junior e José Ivan Santos – Ed. SENAC
– O Guia Essencial do Vinho Wine Folly – Madeline Puckette e Justin Hammack – Ed. Intrínseca
– Wine Grapes – Jancis Robinson, Julia Harding & José Vouillamoz – Ed. Ecco Press
Artigo na internet sobre a Cannonau:

One thought on “Saiba mais sobre a uva Garnacha / Grenache / Cannonau”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *