Os vinhos tranquilos e os espumantes da Tasmânia

Tasmânia é uma pequena ilha, localizada na costa sul da Austrália, banhada pelas águas frias do Oceano do Sul.

A produção vinícola se concentra em três áreas, sendo as duas principais no norte (ao redor da cidade de Launceston) e no sul (perto da capital Hobart). A terceira área é a de menor produção, na costa leste, ao redor de Bicheno.

Embora existam registros de vinhedos no século XVIII, a viticultura moderna começa pra valer entre as décadas de 50 e 60. Mas somente a partir dos anos 70 é que os vinhos locais começam a ganhar reputação. A produção ainda pode ser considerada pequena, com cerca de 250 produtores em pequenas propriedades.

O clima predominante é o marítimo fresco, arrefecido por ventos que chegam do Oceano Antártico. Mas também há regiões mais quentes e secas, assim como outras que são mais frias e úmidas. Os solos são diversos, incluindo arenito, sedimentos fluviais e vulcânicos.

As duas principais uvas são a Chardonnay e a Pinot Noir, muito utilizadas para a produção de espumantes de qualidade, feitos pelo Método Tradicional (Champenoise), que aqui é chamado de Tasmanoise. Um detalhe importante é que muitas vinícolas de outras regiões da Austrália que produzem espumantes, compram uvas da Tasmânia!

Vinhos brancos secos de alta qualidade são produzidos com as uvas Riesling, Gewurztraminer, Sauvignon Blanc e Pinot Grigio. Regiões afetadas pela mudança climática, como Tamar River e Coal River, começaram a produzir safras mais quentes, gerando ótimos vinhos tintos de Cabernet Sauvignon, Merlot e Shiraz.

Bibliografia:
– Compreendendo o Vinho: Explicando o Estilo e a Qualidade – Livro de apoio da Qualificação de Nível 3 em Vinhos WSET
– Vinhos da Austrália – Alessandra Esteves – http://www.alessandraesteves.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *