Saiba mais sobre os vinhos da Umbria, na Itália Central

Localizada no centro da Itália, a Umbria possui um clima similar ao da Toscana, só que mais continental por não receber nenhuma influência do mediterrâneo. Trata-se da única região italiana sem saída para o mar.

Seu vinho branco mais conhecido é o Orvieto DOC, corte de Grechetto, Trebbiano Toscano (conhecida por lá como Procanico) e outras castas locais. São vinhos de corpo ligeiro, acidez média a alta e sabores de toranja madura e pêssego. Os melhores exemplares tendem a ser aqueles com maior proporção de Grechetto no corte. Costumam ser fermentados em aço inox.

Já o tinto mais famoso é o Sagrantino di Montefalco DOCG. Sobre este vinho, já publicamos um breve artigo no site (clique aqui para conferir). Também é fundamental citarmos o Torgiano Rosso Riserva DOCG, do qual falaremos mais adiante. Inclusive estas são as duas únicas DOCGs (Denominação de Origem Controlada e Garantida) da Umbria.

Embora a Umbria já faça vinhos desde a época dos Etruscos (1700 a.C), foi somente a partir dos anos 70 que se iniciou o reconhecimento internacional. E o responsável por isto foi o Dr. Giorgio Lungarotti, que criou em sua propriedade em Torgiano os chamados “Super Umbrianos”. Geralmente feitos a base de Sangiovese e Canaiolo, a versão Riserva deles ganhou o estatuto de DOCG (citado acima), e podem ser tão bons quanto os ícones da Toscana.

Nos anos 80, outra figura importante ajudou a projetar a Umbria ainda mais: Renzo Cotarella, irmão do famoso enólogo Ricardo. Ele criou, em Castello Della Sala, propriedade de Piero Antinori, uma revolucionária gama de vinhos brancos não tradicionais. O Cervaro Della Sala, com Chardonnay fermentado em barril, foi alçado a categoria de um dos melhores vinhos brancos italanos. O botritizado Muffato, feito de Grechetto em corte com castas internacionais, apresentou outras possibilidades.

Por fim, nos anos 90, surge uma terceira personalidade: Arnaldo Caprai. Antes dele, a uva de pele grossa Sagrantino só era usada na produção de vinhos doces (Passito). Foi Caprai que atraiu atenção internacional ao criar dramáticos vinhos secos frutados e com vigorosos taninos.

Para além dos vinhos, a região da Umbria é belíssima e merece ser conhecida. Deixamos abaixo um link para uma matéria do site Itália para Brasileiros, com dicas e fotos incríveis:

Orvieto: dicas para visitar esta beleza da Úmbria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *